Super Blog

Supergasbras

11Jul
Os 3 Maiores Desperdícios de toda Cozinha Industrial

categorias: Meu Negócio, Supergasbras

São muitos os elementos essenciais para o bom funcionamento de uma cozinha industrial. Água, energia elétrica e diversos outros insumos entram na lista, e precisam ter sua quantidade controlada para que não faltem em momentos críticos.

Porém, às vezes não é tomado o devido cuidado com a utilização destes insumos, e parte deles, ou o todo, é desperdiçado. Você sabe quais são os que mais sofrem com este mal? Confira neste artigo!

Quais são os maiores desperdícios em uma cozinha industrial?

Se você cuida de uma cozinha industrial, precisa saber a importância de ter sempre à mão os principais insumos para um trabalho eficiente. Afinal, a falta até mesmo de um deles pode fazer com que o faturamento de um dia inteiro seja perdido.

Veja os principais casos de desperdício na cozinha e saiba como lidar com isso:

1. Água

O desperdício de água é um problema mundial e está diretamente ligado à sustentabilidade e às boas práticas relacionadas ao meio ambiente. Por ser um recurso utilizado em inúmeras tarefas, muitas vezes é difícil de perceber que se está desperdiçando, e por isso a atenção deve ser redobrada.

Uma boa dica para evitar o uso excessivo e desnecessário é acumular a louça em uma bacia. Então, 10 minutos antes de lavá-la, você pode deixá-la de molho com água e um pouco de cloro (1 colher de sopa, no máximo). Isso facilita a lavagem e consequentemente exige menos água para a limpeza. É importante também monitorar o consumo de água mensalmente, assim poderá identificar possíveis vazamentos.

Outro ponto são os banheiros, nos quais a instalação de torneiras e sanitários econômicos (com vazão controlada, por exemplo), pode economizar até 40% de água. Arejadores nas torneiras de lavagem também são eficientes, e podem levar a economia a até 60%. No caso da lava-louças, o ideal é utilizá-la somente quando estiver carregada em sua máxima capacidade.

Para que isso seja feito da melhor maneira, uma saída proveitosa pode ser a criação de campanhas internas de incentivo a um consumo responsável, visando a conscientização dos colaboradores.

2. Matéria-prima

Perdas por prazo de validade são mais comuns do que se imagina, mas são totalmente evitáveis se o controle de estoque for bem feito. Separe os produtos mais antigos dos mais novos e utilize-os antes. Naqueles em que não é impressa a data de validade, vale a pena etiquetar indicando quando foram abertos e/ou utilizados pela primeira vez.

O cuidado com os produtos também é crucial, principalmente com hortaliças e frutas, que se batidas ou “machucadas” podem representar uma grande perda. Para evitar isso, é bom não sobrecarregar os locais de guarda dos insumos, bem como tomar a devida cautela na hora do transporte até a cozinha.

Vale lembrar que nem todas as caixas que guardam alimentos podem ser empilhadas, e se faz necessária a confirmação para que o armazenamento possa ser feito da maneira correta.

3. Gás

Principalmente para a hora das receitas quentes, o gás é simplesmente o que faz um restaurante funcionar. É ele que liga o fogão e é ele que permite o uso do forno, por isso é essencial tê-lo à disposição.

Alguns detalhes como otimizar o uso do forno é essencial, unindo todos os itens que serão assados para alguns pedidos e fazer de uma só vez. Realizar a manutenção periódica de todos os fogões e outros equipamentos da cozinha também é imprescindível para garantir um bom uso.

Verifique sempre a cor das chamas do fogão. Se apresentarem coloração mais próxima do amarelo, pode significar que os queimadores estão sujos. Isso aumenta o consumo de gás gradativamente. Por isso, o certo para um consumo consciente é que as chamas estejam com cores sempre mais próximas do azul.

Quer melhorar ainda mais a autonomia do gás de sua cozinha industrial? Conheça as soluções de gás para comércio da Supergasbras!