Voltar à visão geral do blog

Condomínio 14/11/2018

Como Tornar a Gestão de Condomínios Mais Tranquila?

como-tornar-gestao-de-condominios-mais-tranquila

Gestão de condomínios raramente é um assunto fácil. Um empreendimento como este funciona, basicamente, da mesma maneira que uma empresa e organizar todo o necessário para uma administração fluente pode ser uma tarefa árdua.

Porém, existem algumas atitudes que, quando tomadas, tornam-se facilitadoras em diversas situações e permitem que toda a gestão seja simplificada. Veja dicas neste artigo e fique mais tranquilo ao administrar o condomínio!

Seja amigável

O ambiente condominial pode ser estressante para todos. São muitas decisões a serem tomadas e, às vezes, situações emergenciais podem tirar o sono do síndico e até mesmo dos moradores.

Para que sua gestão seja mais sossegada, evite deixar que os problemas da administração influenciem na relação diária com os condôminos e funcionários. Você deve ser visto como alguém com quem podem contar. Distanciá-los só tornará tudo mais difícil.

Demonstre segurança na gestão de condomínios

É imprescindível que você, como síndico, tenha plena certeza do que está fazendo em todos os momentos nos quais for acionado. Mostre que sabe administrar e explique as razões pelas quais age dessa maneira. Estudar materiais como o código civil e livros a respeito de administração de condomínios pode ajudar.

Ao demonstrar segurança, os moradores entenderão que estão em boas mãos e que você, sem dúvidas, sabe o que está realizando e pode melhorar a vida no condomínio com uma gestão de sucesso.

Realize reuniões periódicas com a equipe de gestão

A gestão de condomínios não precisa ser realizada somente pelo síndico. É necessário também eleger o conselho fiscal e o subsíndico. Estes, que serão responsáveis pela administração junto com você, devem estar a par de tudo o que acontece.

Para que isso seja possível e não haja nenhum problema em caso de ausência do síndico é importante realizar reuniões periódicas com toda a equipe de gestão. Tudo deve ser explicado e os maiores problemas, pautados. Assim, ninguém ficará desinformado sobre novas medidas e podem ajudar a escolher até o prestador de serviço ideal para algumas tarefas.

Com relação a frequência das reuniões, o mais indicado é que sejam feitas mensalmente, mas existem casos em que um encontro trimestral é o suficiente.

Controle o caixa

Um condomínio operando no vermelho é um alarme constante na cabeça do síndico e do conselho. Por isso é necessário ter um bom controle de entradas e saídas do caixa. Tudo deve ser devidamente registrado e colocado no demonstrativo que será apresentado na assembleia.

Além disso, é importante medir quais manutenções são necessárias e evitar os supérfluos. Ainda que a administradora faça um bom controle, ter seu próprio é sempre uma vantagem!

Aproveite as dicas para ter uma boa gestão de condomínios e confira mais artigos sobre o tema no blog da Supergasbras!