Voltar à visão geral do blog

Condomínio 05/04/2021

Dívida de Condomínio — Como Fazer a Negociação?

dívida de condomínio

Gerir um prédio nem sempre é fácil, principalmente quando se trata de lidar com a dívida de condomínio de alguns moradores. As negociações são necessárias para evitar o transtorno no dia a dia: a falta de pagamento pode levar o condômino à justiça e, se realmente a taxa não for quitada, o apartamento irá a leilão e o dono o perderá.


Quer entender como negociar com os inadimplentes? Então veja só essas dicas!


Como fazer um acordo de dívida de condomínio?


Em primeiro lugar, é preciso entender a partir de quando um condômino é considerado um inadimplente. O boleto da taxa condominial deve ser quitado até o prazo estabelecido. Depois da data, ele já entra em status de devedor.


Entretanto, caso o morador tenha algum problema, ele tem mais 30 dias para fazer o pagamento da dívida de condomínio com o acréscimo da multa. Ela é calculada da seguinte forma: 


2% do valor + 1% de juros ao mês + correção da inflação.


Quando o morador começa a dever, o ideal é entrar em contato com ele o mais rápido possível para solucionar o problema. Assim, é possível fazer um acordo antes que o prazo da multa termine.


Isso porque, com a chegada do novo Código de Processo Civil (CPC) — que está em vigor desde março de 2016 —, os processos judiciais contra dívida de condomínio ficaram mais ágeis. 


Uma das vias para fazer a negociação é explicar a importância de pagar a taxa, ou seja, como isso prejudica todos os moradores. A dívida constante faz com que o condomínio não tenha em caixa o dinheiro necessário para resolver problemas cotidianos, como conserto de elevadores, instalação de equipamentos de segurança, entre outros aspectos.


Essa situação se agrava, principalmente, quando há serviços compartilhados entre todos. Caso as contas de gás e de água sejam divididas entre cada apartamento e uma pessoa não paga, todos saem no prejuízo.


Como funciona o processo judicial e o leilão do imóvel?


Caso a dívida não seja paga, o caso vai para a justiça. 


Uma vez começado o processo, são 120 dias até o julgamento final. Essa é a etapa em que o condômino deve fazer um acordo diretamente com os responsáveis pela administração do prédio, fugindo das mãos do síndico. 


Depois de condenado, o dono do apartamento tem até três dias para quitar o valor estipulado. Caso não ocorra o pagamento, o imóvel será tomado pela justiça e será colocado em leilão. Além disso, as contas bancárias do proprietário também serão bloqueadas temporariamente.


Agora que já sabe como negociar a dívida de condomínio, veja também como garantir a satisfação de todos os moradores do prédio
.