Voltar à visão geral do blog

Negócio 13/09/2021

Tipos de Esterilização — Como o GLP Contribui na Eficiência do Processo

Diversos setores da indústria requerem a implementação de algum tipo de esterilização em seu processo de produção, como é o caso da alimentícia, têxtil ou de saúde. Isso ocorre porque o procedimento é capaz de limpar resquícios de vírus e bactérias que poderiam ser prejudiciais tanto para o resultado final e conservação do item, como também para o ser humano.


Existem várias modalidades e cada uma delas pode ser usada dependendo da categoria e da etapa do objeto. De qualquer forma, vale ressaltar que o uso do GLP se faz necessário em um dos procedimentos mais comuns do setor industrial.


Continue lendo para saber mais sobre eles e de que maneira o Gás Liquefeito de Petróleo pode ajudar na eficiência!


Quais são os tipos de esterilização?


Se você não sabe o que é esterilização, é bem simples: trata-se da remoção completa — ou quase completa — de micróbios e resquícios de agentes contaminantes, como vírus e bactérias. Diferente da limpeza, esse processo causa uma descontaminação no objeto, de modo que não há capacidade de vida e reprodução desses microrganismos.


Além disso, existem diferentes tipos de esterilização, que podem ser divididos nas seguintes categorias:


Químicos


A esterilização química ocorre com o auxílio de alguma substância que irá reagir no item e, então, causar a mencionada descontaminação. É o caso do uso de:


  • peróxido de oxigênio (água oxigenada);

  • formaldeído;

  • ácido peracético;

  • glutaraldeído;

  • óxido de etileno.


Físicos


Neste caso, utiliza processos desencadeados por ações físicas, como:


  • radiação ionizante;

  • radiação não ionizante;

  • calor seco;

  • calor úmido.


Como o GLP contribui na eficiência da esterilização


Entre os tipos de esterilização mencionados, os que utilizam o GLP como principal fonte do procedimento são os de calor seco — por exemplo, criação de estufa, e processos de flambagem e incineração — e úmido — como é o caso da autoclavagem, fervura e, também, pasteurização.


A esterilização usando esses procedimentos são mais vantajosos pois o calor não é corrosivo, não prejudica os materiais e tem maior poder de penetração.


O Gás Liquefeito de Petróleo se mostra como a melhor solução para essas modalidades, pois conta com muitas vantagens em relação a outras fontes de energia, como carvão, diesel, lenha, entre outros.


Isso porque o GLP conta com um poder calorífico superior. Ou seja: a sua principal característica é a capacidade de atingir altas temperaturas de forma mais rápida e sem a necessidade de gastar tanto com o consumo.


Desta forma, acaba contribuindo para a economia e sustentabilidade dentro da indústria.


Viu como o GLP pode te ajudar em diversos tipos de esterilização? Agora conheça as opções da Supergasbras para o setor industrial
!