Voltar à visão geral do blog

Negócio 13/06/2019

3 Práticas Para Combater o Alto Consumo de Energia Elétrica em Hotel

quarto de hotel

Com um grande número de quartos e hóspedes, o consumo de energia elétrica em hotel tende a ser realmente alto, principalmente pelo uso simultâneo do recurso para muitas necessidades diferentes, tanto por parte dos visitantes quanto do próprio negócio.

Esse consumo excessivo gera altos custos para a administração e reduzi-lo, embora pareça uma tarefa difícil, é totalmente possível quando aplicadas as práticas certas. Confira quais são elas!

1. Preocupe-se com a eficiência energética

Não só pelo custo, mas também pela preocupação sustentável, a eficiência energética passou a ser um assunto extremamente difundido e chegou aos produtos em forma de selos e certificados.

Realizada pelo Inmetro, a classificação dos selos Procel de Eficiência Energética (de A a G, sendo A o melhor) é uma das mais conhecidas e, hoje, sua presença deve ser considerada na hora da escolha dos produtos para seu hotel.

O selo não só aponta que há uma economia maior de energia, mas também que todo o equipamento está preparado para um consumo sustentável.

Há também o PBE (Programa Brasileiro de Etiquetagem), aplicado às próprias edificações, cuja etiqueta relacionada à eficiência energética é a ENCE (Etiqueta Nacional de Conservação de Energia) e o LEED, internacional, que já faz parte das certificações de alguns hotéis brasileiros.

2. Instale sensores de presença

Por mais que — entre todo o consumo de energia elétrica em hotel — o das luzes acesas pareça o menos preocupante, ele pode fazer muita diferença nas despesas mensais. Por isso, pensar em maneiras de reduzir o tempo que as lâmpadas estão acionadas é uma prática certeira para diminuir o consumo de energia elétrica.

Instalar sensores de presença é a forma mais simples e eficiente de atingir essa economia, afinal, não é necessário ter certas lâmpadas acionadas durante todo o tempo, certo? Mas, por outro lado, não se pode impedir que sejam acesas em alguns momentos.

O sensor é útil por isso, já que só será realmente acionado quando houver necessidade, evitando até mesmo que alguém esqueça de apagar uma luz, por exemplo, e otimizando o consumo de energia elétrica em hotel.

3. Aposte em outras fontes de energia

Muitos procedimentos e equipamentos de um hotel podem ser utilizados sem a necessidade de energia elétrica. Uma boa alternativa é o gás LP, que oferece mais eficiência do que a eletricidade e proporciona uma redução significativa de custos para processos, como o aquecimento de água e a cozinha.

Além do maior poder calorífico, em uma hipótese de falta de energia, você pode ter seus equipamentos mais importantes em pleno funcionamento, sem falar que o GLP é uma solução muito mais sustentável.

Conheça mais sobre o gás LP para hotéis lendo mais artigos no blog da Supergasbras!